Projetos

PROJETOS


PROJETO CAÇA AO PIOLHO










































Projeto África











































Meio Ambiente - Vida - Biodiversidade

           Estamos passando por uma crise ambiental nunca vista antes. O meio ambiente esta tão  rodeado e penetrado  pela vida sociocultural humana que nada mais pode ser chamado com certeza de natural ou social. Toda ação do homem tem efeito na natureza devido a enormidade dos poderes humanos. Segundo o filósofo Hans Jonas, nunca houve tanto poder ligado com tão pouca orientação para seu uso. A proposta para este ano é refletir sobre as questões  relacionadas ao meio ambiente através de vários recursos, leituras informativas, artigos, pesquisa na internet e livros didáticos,pesquisa de campo. Nossos registros serão feitos através de  produções textuais sobre o que foi estudado. Nossa ação prática se iniciará na sala de aula e posteriormente, na medida dos resultados obtidos, nas demais dependências da escola. Estudaremos água, ar e terra. O projeto será anual e será desenvolvido de acordo com o interesse da turma.
1º momento: Montagem do projeto com a turma ( O que estudaremos, como estudaremos e para que estudaremos este tema)
2º momento: Seleção do que estudaremos primeiro ( de acordo com o interesse da turma). Ordenar os demais assuntos para posterior estudo.
3º momento: Coletar materiais em diversas fontes ( juntamente com a turma). Pesquisa referente aos assuntos que estudaremos ( livros didáticos, internet, coleta de dados através de entrevistas ( pesquisa de campo)   e demais materiais informativos). O ideal seria montar grupos de estudo. Registrar todas descobertas no caderno.
4º momento: Análise, reflexão e conclusão do que foi aprendido em cada aula com registros no caderno.
5º momento: Ação prática ( de que forma podemos contribuir de acordo com o que aprendemos). Algumas práticas podem ser realizadas na sala de aula, na escola e em casa.  Confecção de cartazes, folders e panfletos  e pequenos textos informativos para distribuírem na escola.
6º momento: Agendar passeios afim de que possamos observar diferentes situações referentes ao meio ambiente : fazer um tur pela cidade ou pelo bairro, visitar a Corsan, a Usina de Reciclagem, passeio turístico no barco Martin Pescador,visita ao  Jardim Botânico, etc... Enfim tudo o que envolver uma melhor observação sobre o meio ambiente.

7º momento: Avaliação do projeto através de seminário.
               



 Atividades  selecionadas de materiais pedagógicos que eu adquiri
fonte: cd pedagógico com atividades variadas da Alinne


PROJETO ESTAÇÕES DO ANO

OBJETIVOS:

- conhecer as estações do ano
- dar destaque a estação primavera  a  rainha das estações
- conhecer a importância das estações em nossas vidas
- identificar como vivemos em cada uma das estações
- enfatizar as mudanças que ocorrem  nas nossas vidas conforme a estação
- desenvolver a criatividade, linguagem oral, atenção e raciocínio.

DESENVOLVIMENTO:

- poemas
- trabalhos de artes
- músicas
- colagens
- pesquisas
- história coletiva
- mural
- artes
- sucata



MATERNAL I E II


 Projeto estrutura corporal

1º Parte



Objetivos do Projeto:



• proporcionar o conhecimento das partes do corpo, nomeando-as, higienizando-as e reconhecendo sua importância;

• exercitar a observação das características das pessoas, evoluindo no seu traçado em busca de uma representação mais fiel;

• identificar a função de determinadas partes do corpo;

• valorização e apreciação das produções em grupo;

• amenizar a postura egocêntrica desta faixa etária.



Conteúdos Conceituais:



• construção da estrutura corporal;

• cuidados e higiene com as diversas partes do corpo;

• respeito e cuidados com o amigo



Conteúdos Procedimentais:

1. Roda de conversa sobre a estrutura da figura humana: escolher um aluno para que as crianças o observem e relatem quais as partes do corpo eles conseguem observar: olhos, nariz, boca, etc.

2. Dramatização das partes do corpo, começando pelo rosto, através da brincadeira:

• Brincar com as crianças recitando o versinho, identificando os olhos, boca e nariz;

• Com a ajuda de um espelho, as crianças identificarão no próprio rosto as partes que o compõem ao som de cada verso da brincadeira;

• Pedir às crianças que, com cuidado, indiquem nos colegas as partes recitadas.

3. Desenho coletivo de um rosto: cada criança desenhará uma parte do rosto, identificando com os colegas o lugar correto de onde se encontra parte a ser desenhada.

4. Desenho do rosto de um colega da sala.

5. Roda de apreciação: cada criança apresentará seu desenho ao grupo, dizendo quem desenhou. A professora deverá questionar o desenho, perguntando detalhes como, por exemplo, onde estão os olhos, a boca, etc.

6. Roda de conversa sobre “Os cinco sentidos” (visão, audição, olfato, paladar e tato): a importância dos sentidos, como nos auxiliam diariamente, cuidados necessários e higiene.

7. Visão: utilizando papel celofane de diferentes cores, as crianças poderão apreciar o ambiente colorido.



8. Audição: recreação dirigida - brincar com as crianças de “Gato mia!”.Venda-se os olhos de um aluno que será o caçador. Cantar a músicas.

Ao som do ultimo verso, a professora indicará um aluno, que será o gato e deverá dizer “miau!”. O “aluno caçador” tentará descobrir quem de seus coleginhas é o gato.

9. Olfato: estimular o olfato com diferentes cheiros de frutas. Vendaremos os olhos dos alunos para que sintam o cheiro e tentem adivinhar qual alimento estão cheirando.

10. Paladar: as crianças degustarão diferentes tipos de alimentos, doces e salgados, com os olhos vendados. A professora questionará os alunos sobre alimentos que experimentarem: se é gostoso, se já haviam provado, em que local, e deverá adivinhar o nome do alimento

11. Culinária: escolher uma receita prática para desenvolver com os alunos. Enfocar os cheiros dos ingredientes, o estado que se encontram antes e depois de misturados, etc.

12. Tato: exploração das mãos: para que servem, quantas temos, o que vemos nas mãos, quantos dedos, higienização, etc.

13. Manusear diferentes tipos de texturas com os alunos (macia, ásperas, objetos sólidos, líquidos, etc.) e temperaturas (quente e frio).

14. Carimbo das mãos com tinta guache.

15. Exploração dos pés: Para que servem, quantos temos, quantos dedos em cada pé, higienização, etc.

16. Desenho do contorno dos pés e pintura livre.

17. Recreação dirigida: vamos brincar de “Adivinhe o que é?!”. A brincadeira consiste em o aluno, com os olhos vendados, adivinhar o nome do objeto que estará apalpando com os pés.

18. Exploração das outras partes do corpo: ombros, braços, pernas, etc. para que servem, quantas temos, no que nos auxiliam, etc.

19. Desenho coletivo de um corpo. Cada criança desenhará uma parte do corpo indicado pela professora.

20. Recreação dirigida: as crianças poderão explorar os diferentes movimentos do corpo brincando de “Estátua”. A brincadeira se inicia ao som de uma música, deverão ficar imóveis, ou seja, sem se mexerem. Variar os ritmos musicais.



21. Desenho com interferência de revista: as crianças deverão completar o que está faltando no desenho.

22. Recreação dirigida envolvendo estrutura corporal: Vamos cantar a musica “Cabeça, ombro, joelho e pé”, indicando as partes do corpo citadas nos versos.

23. Com o contorno de uma das crianças fazer um boneco de pano para ser mais um integrante do grupo. Assim que o boneco ficar pronto, as crianças colocarão feltro para dar a estrutura de um boneco. Faremos olhos, nariz e boca com caneta para tecido e o cabelo será feito de lã.

24. Roda de conversa: decidir se o boneco será menino ou menina, e escolher um nome para ele.

25. Depois de decidido o nome do boneco, pedir para as crianças doação de roupas para ele: cueca ou calcinha, meia, tênis e um uniforme do colégio (ver a possibilidade da escola doar o uniforme).

26. Estabelecer com o grupo regras de cuidados com o boneco, tais como: não molhar, pois ele é de pano, não sujar, etc.

27. Desenho de como ficou nosso boneco pronto.

28. Recreação dirigida envolvendo estrutura corporal: as crianças e a professora irão se movimentar, indicando as partes do corpo que a música indicará: música “Foi à feira”.

29. Toda sexta-feira, sortear uma criança para levar o boneco para a casa. Na segunda-feira a criança deverá trazer de volta o boneco, a folha de registro de como foi o final de semana, escrita pelos pais do aluno e fotos para socializar em roda com o grupo.

30. Desenho de observação das professoras: cada criança poderá escolher uma professora da sala para desenhar.

31. Roda de apreciação: cada criança deverá apresentar seu desenho ao grupo, dizendo quem desenhou. A professora deverá questionar o desenho, perguntando detalhes como: onde estão os olhos, a boca, as orelhas, etc.

32. Desenho com interferência de revista: as crianças deverão completar o que está faltando.



33. Recreação dirigida envolvendo estrutura corporal: “Mamãe mandou”. A brincadeira se inicia quando as crianças estarão espalhadas pelo pátio e a professora diz “mamãe mandou” e as crianças perguntam “o que?”, e então a professora dará o comando “rastejar pelo chão”, e todos fazem. Variar a brincadeira com diversos movimentos: pular, virar cambalhota, andar para o lado, etc.

34. Organizar com as crianças as fichas de relato dos pais e as fotos para montar o livro de registro.

35. Combinar com o grupo a capa do livro e providenciar os materiais necessários para confeccioná-la.

36. Roda de apresentação: mostrar aos alunos o livro concluído e relembrar cada passo do nosso projeto. Os alunos darão suas opiniões sobre: o que mais gostaram de fazer, o que menos gostaram, etc.



Conteúdos Atitudinais

• compartilhar descobertas;

• respeitar a opinião dos colegas de classe;

• respeitar e cumprir os combinados;

• valorizar produções individuais e em grupo.



Culminância: Livro com registro e fotos trazidos pelos alunos, fotos e relatos do trabalho desenvolvido em sala de aula, desde a confecção do boneco às atividades realizadas.



2º Parte

Desenvolvimento do Projeto



Escolha do modelo para confecção do boneco



A escolha da criança modelo foi definida a partir do conceito grande, pequeno a professora perguntou para as crianças se elas gostariam de ter um novo amigo ou amiga em forma de boneco, que fosse grande ou pequeno, e, elas responderam que queriam um pequeno. No primeiro momentos, todas indicaram seu próprio nome, então houve intervenção da professora, dizendo que era preciso escolher um amigo(a) e nesse momento as crianças apontaram a Isabella para ser o modelo, pois elas falaram que a Isabella era pequena.

Em seguida contornamos o corpo da Isabella no papel Kraft.



Escolha do sexo e do nome



As crianças decidiram que o boneco será do sexo masculino.

A escolha do nome foi um pouco confuso, pois as crianças não conseguiam falar nenhum nome próprio, então a professora interviu citando alguns nomes, como por exemplo: Marcelo, Alexandre, Fábio, Gabriel, João, Manuel, etc.

Por fim o nome foi: João.



Construção do boneco no pano



Pegamos nosso molde (da criança escolhida) e começamos a confeccionar nosso boneco. Coloquei o molde do papel Kraft em cima do pano e contornei, depois irei cortar o pano e começarei a costurar.

Não costurei tudo com as crianças, somente um pouco para que elas entendam o processo de confecção.

Momento registrado com foto.



Enchimento do boneco



Pegamos o molde do boneco de pano vazio e enchemos de manta acrílica. As crianças ajudaram o enchimento pegando a manta acrílica em pedaços e dando para professora.

Momento registrado com foto.



Construção do rosto e cabelo do boneco



Neste momento as crianças não devem participação, pois a professora mexeu com cola quente e agulha, sendo assim mais seguro para crianças.

Após o boneco ficar pronto cada criança vai passar o fim de semana com ele.

Momento registrado com foto.

3º Parte



Momento registrado por fotos



• CONTORNO NO PAPEL KRAFT E NO PANO.



• FINALIZACAO DA CONSTRUCAO DO BONECO DE PANO.



• APRESENTACAO DO BONECO DE PANO





Projeto Ciranda de Livros



Publico Alvo: Alunos de Educação Infantil



Área do conhecimento: Alfabetização / leitura de livros



Justificativa:



Não se forma bons leitores se eles não têm um contato íntimo com os textos. Há inúmera maneiras de fazer isso. O importante é que o material escrito apresentado aos alunos seja interessante e desperte a curiosidade das crianças.



Objetivos:



Incentivar a leitura e o contato com os livros desde cedo.



Tornar a leitura um ato prazeroso.



Possibilitar a integração dos pais com os filhos através do projeto de leitura, para que se torne um hábito familiar.



Estimular os alunos a participar ativamente da ciranda de livros.



Estrutura Programática



Conteúdos: Troca de livros entre as crianças.



Desenvolvimento: Através de uma ciranda de livros feita com os alunos da sala, será montada uma espécie de biblioteca, e os mesmos poderão trocar de livro semanalmente para que sejam levados para serem também lidos em casa com a ajuda e participação dos pais ou outro familiar.



Conteúdos Atitudinais: o projeto possibilita que os alunos realizem um trabalho coletivo, onde haja o envolvimento de todos em sala de aula e, estimulando a integração e participação dos pais na vida escolar dos filhos, que participam do projeto fazendo a leitura desses livros em casa , discutindo-os com os filhos.

Problematização: O projeto não só abre caminhos para os alunos diante dos livros, mas permite explorar a trilha junto com eles.



Procedimentos Metodológicos: A professora baseada em conhecimentos obtidos de suas interações com os alunos faz uma lista de livros e cada um adquirirá um livro da lista. Esses livros deverão ser encapados, para começar a ciranda dos livros que serão trocados entre os alunos com auxílio da professora,





semanalmente. Os alunos serão orientados a lê-los em casa, durante o final de semana com os pais, participando do projeto de incentivo à leitura.



Os alunos quando retornarem à escola após o final de semana, farão um relato do livro para os amigos e darão sua opinião sobre a leitura. Ao final do terceiro bimestre, será realizada uma feira de livros com produções dos próprios alunos, para apresentação à comunidade.



Recursos: Livros de interesse para as crianças.



Avaliação: A avaliação será realizada durante todo o processo, pois dela dependem os passos seguintes e os ajustes, aproveitando as próprias situações de aprendizagem.






Projeto  Cantigas de Roda


Clientela: 2º ano do Ensino Fundamental

Área do Conhecimento: Língua Portuguesa- Alfabetização

Justificativa:

Ensinar às crianças a ler e escrever e se expressar de maneira competente na língua portuguesa.

Esse projeto visa proporcionar um gênero que permita às crianças sentido à leitura e escrita.

Ao estabelecer relações entre o escrito e o oral, os alunos avançam nas habilidades de leitura, escrita e interpretação do próprio texto.

Objetivos

Possibilitar que as crianças vivenciem, desde o início de seu processo de alfabetização, atividades que envolvam textos, palavras, letras significativas.

Propiciar às crianças a aquisição de um repertório de letras de forma a contribuir para o desenvolvimento do processo de alfabetização.

Estimular a pesquisa e a análise das palavras do texto.

Propiciar aos alunos um trabalho rico e prazeroso na aquisição da escrita e da leitura.

Estrutura Programática

Conteúdos conceituais: cantigas de roda para ler e escrever.

Conteúdos procedimentais: trabalhar com cantigas onde os alunos vão unir as palavras para montar as cantigas de roda: as letras das músicas mostram o sentido e a função da escrita.

Conteúdos atitudinais: o projeto possibilita com que os alunos realizem um trabalho coletivo, onde todos estejam envolvidos, provocando situações em que os alunos se ajudem mutuamente no processo de aprendizagem e incentivando a participação.

Problematização

Muitas vezes nos deparamos nas salas de aula com alguns alunos que não lêem e nem escrevem, outros conhecem as letras, mas não montam palavras nem frases em função das hipóteses que ainda estão desenvolvendo. Como problematização do projeto buscamos ajudar os alunos a estabelecerem relações entre o escrito e o oral para que avancem nas habilidades de leitura e escrita.

Procedimentos metodológicos

Através das cantigas de roda, muito requisitadas nas horas das brincadeiras.

Trabalhar com as letras das cantigas. As letras serão copiadas em cartolina e afixadas na parede para que todos se familiarizem com o texto.

Os alunos já alfabetizados reescrevem as cantigas. Enquanto isso, os outros poderão executar diversas atividades como ordenar tiras de papel com versos, palavras e letras, marcar palavras que já conhecem ou sílabas que reconhecem. Essas atividades dependerão das hipóteses em que as crianças se encontrem.

A turma ainda pode fazer exercícios de rimas, separando termos da frase, completar e ordenar versos e palavras. Ultrapassada essa fase, fazer o livro onde o aluno escreve e ilustra uma cantiga.

Recursos

Letras de cantigas de roda, audição de CDs, cartolinas, material para confecção de livros.

Avaliação

Observar se através dessa atividade os alunos avançam no estabelecimento de relações entre o escrito e oral, e se obtiveram avanços na interpretação de textos, bem como nas habilidades gerais de leitura e escrita.



Projeto Brincando com os Alimentos


Descrição: O presente projeto tem como objetivo abordar e discutir assuntos relacionados à alimentação saudáveis a partir dos 2 anos de idade, ampliando os conhecimento dos educandos sobre o tema.
Duração: 3 meses
Destinado aos alunos de Educação Infantil.
Justificativa: A fome será, provavelmente, o maior problema político e moral que as ciranças deverão enfrentar como lideres de seus pais no futuro.No Brasil, a fome é uma questão para ser discutida na escola. E a discussão começa pela situação de vida dos alunos e seus direitos e deveres como cidadãos.
As crianças precisão conhecer a realidade da fome no Brasil e no mundo. Esse papel cabe aos educadores, que devem preparar seus alunos para a construção de uma sociedade mais igualitária, em que as pessoas tenham não apenas o direito, mas as condições necessárias para usufruir de uma alimentação equilibrada qualitativa e quantitativamente.
Objetivos:
• Incentivar aos bons hábitos alimentares;
• Identificar as preferências alimentar dos alunos;
• Concientizar os alunos sobre a importãncia e os motivos pelos quais nos alimentamos;
• Reconhecer os alimentos que faz bem à nossa saúde;
• Identificar cores, textura e os diferentes sabores dos alimentos.
Procedimentos:
1ª aula: Assunto - Frutas
Salada de frutas para degustação
Pintura à dedo
Contagem de frutas, cores, tamanho
2ª aula: Assunto - Verduras
Confecção de carimbos com batata
Explorar com s verduras cores e texturas
3ª aula: Assunto - Legumes
Fazer com os alunos uma sopa utilizando cenoura, chuchu, beterraba, batata
Colagem com papel camurça.
4ª aula: Assunto: Rótulos
Trabalhar com os alunos rótulos de embalagens de alimentos
Utilizar as embalagens trazidas pelos alunos e montar um mural com informações de cada alimento.
5ª aula: Assunto: Hortaliças/ Higiene com os alimentos
Montar uma horta na escola
Junto com os alunos lavar os alimento e mostrar os cuidados que devemos ter com os alimento Lavar antes de comê-los, comer alimentos naturais e saudáveis.
Fazer a degustação de tomate, alface, cenoura
Atividades de desenho.

6ª aula: Assuntos - Vitaminas
Explorar com os alunos as frutas que serão utilizadas na vitamina - banana e maçã.
Trabalhar a importância do leite no desenvolvimento da criança.

7ª aula: Alimentos não - saudáveis
Mostrar que alguns alimentos devem ser consumidos com moderação
Confeccionar um mural com esses alimentos e registrar os comentários no blocão
Exemplos de alimentos que devem ser consumidos com moderação: pirulito, chiclete, balas, doces, refrigerantes, entre outros.

8ª aula: Assunto - Derivados do Leite
Trazer para sala queijos, leite e iogurte e explorar a importância desses alimentos
Utilizar embalagens de leite e confeccionar brinquedos com os alunos.

9ª aula: Assuntos - Cereais e Massas
Explicar que alguns alimentos são importantes em nossa dieta, mas que devem ser consumidos uma vez ao dia.

10ª aula: Assunto - Higiene Pessoal
Explicar para os alunos que a higiene pessoal é necessária para se ter uma boa saúde
Trabalhar com os alunos os cuidados que devemos Ter: beber água filtrada, cortar as unhas, lavar sempre as mãos antes das refeições, escovar os dentes após as refeições, praticar esporte.

11ª aula: Assunto - Alimentação Saudável
Apresentação de teatro de fantoches
Mostrar tudo que foi trabalhado pelas professoras durante as aulas

12ª aula: Assunto - Lanche Gostoso
Os alunos trarão um lanche nutritivo e saboroso para fazer um grande piquenique coletivo
Experiências Interessantes:

Dando continuidade ao projeto "Brincando com os alimentos" foram realizadas várias atividades: Apresentação teatral, "Sopa de Pedra", enfocando a importância dos alimentos para manter uma vida saudável, na qual os alunos participaram com entusiasmo.
Degustação das frutas, explorando cor, tamanho, espessura e o sentido (paladar). Cada turma desenvolveu as atividades de acordo com nível escolar.
Apresentamos aos alunos diferentes tipos de legumes e verduras. Os quais puderam observar na palestra quais suas funções, vitaminas e nutrientes. Depois, para complementar a atividade, os alunos tiveram a oportunidade de degustar uma gostosa sopa de legumes e verduras.
n"'> � p & @�� �� p;     Conceituais: Construir conceitos com as crianças sobre o que é folclore através de experiências vivenciadas por elas.
b)       Procedimentais: Permitir que as crianças se apropriem de conhecimentos da cultura humana como novas formas de brincar, cantar, dançar, falar, etc.
c)        Atitudinais: Incentivar a valorização e o respeito pelas diferentes formas de viver de diferentes grupos e pessoas.


5. Áreas
a)        Formação Pessoal e Social: socialização, respeito, valorização do outro, autonomia, iniciativa.
b)       Linguagem Oral e Escrita: fala, diálogo, argumentação, parlenda, travalíngua, adivinhações, cantigas, escrita, receita, leitura, lendas, textos informativos.
c)        Natureza e Sociedade: história dos brinquedos e brincadeiras, diferentes formas de cantar, brincar e contar histórias.
d)       Movimento: dança, brincadeiras.
e)        Música: cantigas.
f)        Arte: dramatização de lendas.
g)       Matemática: construção de brinquedos (formas, cores, medidas, receitas).

6.        Recursos: livros e revistas (fontes de informação), sucata, papéis coloridos, cola, tesoura,  Cds com histórias e cantigas, brinquedos, fantasias, máquina fotográfica, filme fotográfico.

7.        Avaliação: A observação das formas de expressão das crianças, de seu envolvimento nas atividades e satisfação nas próprias produções será um instrumento de acompanhamento do trabalho que ajudará na avaliação e no replanejamento da ação educativa.

8       Atividade Culminante: Exposição para os pais, do Projeto Brincando com o Folclore, através de fotos, materiais de pesquisa, materiais coletados e confeccionados pelas crianças e apresentações.


Projeto Brincando com o Folclore

1.        Justificativa: Na idade pré-escolar, as crianças estão passando por uma transição em relação ao seu comportamento, pois estão começando a mesclar um comportamento anteriormente apenas formado por reflexos (proveniente de quando eram bebês), com uma nova fase: a linguagem. Nesta transição a criança sente necessidade de fingir ser alguém, de fantasiar situações. Daí surge toda a simbologia refletida nas brincadeiras de faz-de-conta. Elas vivem num mundo imaginário onde são capazes de pensar e agir imitando situações variadas. Com isto, vemos a importância de se trabalhar o Folclore. Pensamos aqui, no Folclore como um grande quebra-cabeça, um grande brinquedo, em que cada peça é fundamental: as danças, as lendas, as brincadeiras, as parlendas, as adivinhações, as cantigas, as receitas, os brinquedos, etc. Essas são as peças que formam esse jogo chamado cultura brasileira. Quanto mais se brinca com esse jogo mais se conhece a cultura do nosso país, logo ele não poderia ficar fora do espaço pré-escolar.

2.        Objetivo: Promover o desenvolvimento integral das crianças, dentro de um ambiente com propostas lúdicas e de cunho educativo, pois a cultura de um povo é um bem precioso que deve ser cultivado. E nosso objetivo é tirar a poeira da palavra Folclore e brincar com as possibilidades que ela oferece.

4. Conteúdos
a)        Conceituais: Construir conceitos com as crianças sobre o que é folclore através de experiências vivenciadas por elas.
b)       Procedimentais: Permitir que as crianças se apropriem de conhecimentos da cultura humana como novas formas de brincar, cantar, dançar, falar, etc.
c)        Atitudinais: Incentivar a valorização e o respeito pelas diferentes formas de viver de diferentes grupos e pessoas.


5. Áreas
a)        Formação Pessoal e Social: socialização, respeito, valorização do outro, autonomia, iniciativa.
b)       Linguagem Oral e Escrita: fala, diálogo, argumentação, parlenda, travalíngua, adivinhações, cantigas, escrita, receita, leitura, lendas, textos informativos.
c)        Natureza e Sociedade: história dos brinquedos e brincadeiras, diferentes formas de cantar, brincar e contar histórias.
d)       Movimento: dança, brincadeiras.
e)        Música: cantigas.
f)        Arte: dramatização de lendas.
g)       Matemática: construção de brinquedos (formas, cores, medidas, receitas).

6.        Recursos: livros e revistas (fontes de informação), sucata, papéis coloridos, cola, tesoura,  Cds com histórias e cantigas, brinquedos, fantasias, máquina fotográfica, filme fotográfico.

7.        Avaliação: A observação das formas de expressão das crianças, de seu envolvimento nas atividades e satisfação nas próprias produções será um instrumento de acompanhamento do trabalho que ajudará na avaliação e no replanejamento da ação educativa.

8       Atividade Culminante: Exposição para os pais, do Projeto Brincando com o Folclore, através de fotos, materiais de pesquisa, materiais coletados e confeccionados pelas crianças e apresentações.



Projeto Brincando com nossas raízes
Fundamentação:

O folclore é um dos principais fatores de identificação de um povo e de sua nacionalidade.
“Toda pessoa é um produtor de cultura e, portanto, um portador de folclore.”
Imbuídos nesse sentimento, buscamos repassar valores culturais levando nossos alunos a tomar contato e valorizar nossas raízes.

Característica do grupo: C.ª à 4ª Série

Objetivos gerais:

Resgatar a importância do folclore e seusØ valores culturais.
Estimular a linguagem oralØ
Desenvolver a habilidadeØ de pesquisa e a criatividade
Incentivar o prazer pela leitura, arte, músicaØ e dança.
Valorizar a cultura popular, destacando a medicinaØ alternativa.

Desenvolvimento.

Parlendas, lendas, advinhas, frasesØ de pára-choque, trava-língua, fábulas.
Cantigas de roda e dançasØ folclóricas.
Brincadeiras de ontem e hoje, na hora do recreio.Ø
ReceitasØ de comidas típicas da nossa cultura.
Artesanato- oficina de massinha ,Ø argila ou sucatas.
Medicina popular.Ø
Confecção de cartazes (lendas)Ø maquetes e máscaras.
Linguagem popular (gíria, ditos populares, prevérbios eØ superstições.
Leitura de textos: informativos, literários, receitas,Ø cantigas.
Campeonato de advinhas.Ø
Pesquisas orientadas eØ entrevistas.
Oficina de pipas.Ø
Contação de “causos”.Ø
Gráficos eØ tabelas.

Culminância

Realização de uma exposição de todos os trabalhos realizadosØ sobre o tema e apresentação de “Bumba meu boi”, Capoeira e danças.
PromoverØ uma Feira de Alimentos Folclóricos. Cada grupo irá participar oferecendo vários tipos de alimentos: pipoca, doces típicos, pamonha e outros alimentos do folclore regional e/ou nacional.
Dramatização de contos eØ lendas.
Concursos de pipas.Ø
Cantinho da medicina popular.Ø
ExposiçãoØ de cartazes, máscaras e maquetes.
Contação de causos, pelos pais ouØ avós.
Exposição do artesanato feito com argila.Ø

Avaliação:

A avaliação é a parte fundamental do processo educativo e ocorre o tempo todo, sempre levando em conta as vivências das crianças, observando-as o tempo todo, levando sempre em conta o estágio anterior ao processo que cada um está realizando e, assim registrando os avanços.
A observação atenta permitirá fazer ajustes nas intervenções, solicitando mais ou menos da performance de cada um. Da mesma forma analise o interesse, o conhecimento da prática de determinada atividade e a cooperação.
I-Educação Infantil

Projeto Animais que despertam nossa curiosidade





II-Justificativa







As crianças nutrem um verdadeiro fascínio pelos animais, que na visão delas são irresistíveis como os brinquedos, mas com atrativos a mais: são seres animados, com vida, sentimentos e algumas necessidades semelhantes às do homem. O estudo dos animais traz associações concretas entre o ser humano, o mundo animal e a natureza. A criança sai do conceito eu para conhecer o outro, o que é muito saudável. Ao estudar os animais, os alunos aprendem sua própria natureza, as



particularidades do outro, o meio ambiente, a cidadania e a responsabilidade.







III-Perfil do grupo: Crianças de 5 anos de idade em processo de alfabetização, participativas e com grande interesse em aprender.







IV-Objetivos







Conceituais



- comparar os tipos de animais através da observação;



- refletir sobre as características individuais de cada animal e risco de extinção;



- identificar as características específicas de cada grupo de animais;



- ampliar o vocabulário;



- identificar os nomes dos animais estudados.







Procedimentais



- coletar dados por meio de pesquisas e observações;



- elaborar sucatas;



- associar escrita de nomes, letras e textos;



- produzir trabalhos de artes;



- desenvolver a memória;



- classificar os animais;



- elaborar painéis.







Atitudinais



- preocupar-se com a preservação dos animais;



- classificar diferentes animais pelas suas características;







- socializar as informações que os alunos possuem sobre o tema;



- apresentar atitudes de cuidado e respeito com os animais.



- fazer cópias







V-Janelas







Linguagem oral e escrita;



Movimento;



Matemática;



Natureza e sociedade;



Artes visuais











VI-Etapas







1-Organizar as crianças em roda. Conversar sobre o nosso projeto. Pedir para cada criança trazer de casa figuras dos animais para confeccionarmos um mural. Pedir para a criança fazer um pergunta sobre um animal para fazermos uma pesquisa.



2-Ilustrar o texto da coruja



“A coruja tem olhos muito grandes que não se mexem, por isso sua cabeça fica balançando para ver tudo a sua volta. Tem um ouvido muito desenvolvido o que permite que encontre sua presa no meio da escuridão.”







3-Montar com letras encontradas em revistas os nomes dos animais (jacaré, moréia, morcego).







4-Cruzadinha com o nome de todos os animais.







5-Ligar os animais a seus nomes. (tamanduá, naja, jacaré)







6-Ligar os nomes dos animais com as palavras que rimam.(jacaré-pé, tubarão-coração, moréia-geléia, naja-viaja).







7-O que é o que é dos animais







8-Colocar em ordem as frases dos animais.







9-Desembaralhar os nomes dos animais (moréia, naja, morcego).







10-Completar os nomes dos animais com as letras que estão faltando.







11-Procurar no texto sobre morcegos as palavras em destaque.



“Os morcegos passam o dia pendurado de cabeça para baixo em árvores e grutas a dormir. Eles gritam quando voam. Saem todas as noites das grutas ao mesmo tempo. A maioria dos morcegos comem insetos.”







12-Copiar a história da moréia.



“A moréia é um peixe parecido com uma serpente. Tem uns dentes muito aguçados e alimenta-se de pequenos peixes. Passa o dia escondida e só sai à noite para alimentar-se.”







13-Fazer o morcego de sucata







14-Depois da leitura sobre o texto do tamanduá, fazer uma história coletiva.



“O tamanduá é um bicho diferente. Os tamanduás não têm dentes, eles usam suas garras para abrirem os formigueiros e depois usam sua língua comprida e pegajosa para chegar lá dentro. Ele pode apanhar 500 formigas só com uma lambida.”







15-Mostrar uma foto de um morcego, de uma naja e de um tubarão e pedir para as crianças reproduzirem os desenhos.







16-No texto sobre o tubarão procurar: Uma palavra que comece com s, Uma palavra com 9 letras. Uma palavra com 7 letras



“Os tubarões comem animais de qualquer tipo. Eles são muito velozes. Possuem



um bom sentido do olfato, por isso, encontram seus alimentos. Eles precisam



estar nadando o tempo inteiro senão afundam”.







17-Fazer um texto coletivo sobre a naja



“A naja não tem ouvidos. É a cobra famosa que os encantadores de serpentes



exibem nas praças. Seu veneno é muito violento. Ela se alimenta de roedores,



anfíbios e as vezes de passarinhos.”



Aproveitar e explicar o que é um anfíbio.







18-Fazer a cobra de sucata.







19-Copiar a história da preguiça.



“A preguiça é o animal mais vagaroso do mundo. Passa a maior parte do seu



tempo pendurada nas árvores de cabeça para baixo dormindo. Só acorda à noite



e muito pouco. A preguiça não tem dentes e só come folhas de embaúba”.







20-Procurar em revistas palavras que iniciem com as mesmas letras dos nomes



dos animais.







21-Caça palavras com todos os nomes dos animais.







22-Ilustrar o texto sobre o jacaré.



“Os jacarés passam a maior parte do seu tempo na água. São muito ferozes. Eles conseguem flutuar de maneira que seus olhos e narinas fiquem na superfície da água. Por isso os outros animais não conseguem ver os jacarés.”







23-Fazer o jacaré de sucata.







24-Apresentação final: exposição de todas as sucatas







VII-Avaliação: Observação do comportamento das crianças. Hábitos de trabalho,



relacionamento com os colegas e professora, cumprimento das atividades,



atitudes positivas e negativas com relação às atividades escolares,



capacidade de cooperação e aproveitamento de tempo.







VIII-Duração: Aproximadamente um semestre


Projetos Animais na ED. INFANTIL



Disciplinas: 
Português, Matemática, História e Geografia, Ciências , Ed. Artística e Literatura Infantil 

Duração:

3 a 4 meses

Temas Transversais:

Ética, Cidadania , Meio Ambiente, Natureza e Sociedade

Séries: 

Jardim II e Pré

Justificativa: 

O tema do projeto desperta o interesse natural das crianças desta faixa etária que , em geral, contam com várias informações relativas a ele.

A proposta do assunto animais é de uma possível justificativa, pois, os animais têm uma importante presença em seu mundo cotidiano( desenhos animados, histórias, jogos) e além disso, possuem um importante caráter de identificação de suas vivências pessoais e sociais.

Este estudo facilitará a correlação entre diversos animais e destes com seu ambiente que serão aprofundadas e ampliadas em vários estudos.

Objetivos: 
• Definir de diversos animais suas principais características;
• Diferenciar vertebrados e invertebrados;
• Conhecer os diversos animais apontando para sua diversidade(locais onde vivem, sua alimentação, seus hábitos e outras peculiaridades relativas a cada espécie);
• Correlacionar todo o estudo com o desenvolvimento do processo de alfabetização.
Conceitos: 
• Comparar diversos tipos de animais através da observação;
• Refletir sobre as características individuais de cada animal e risco de extinção;
• Identificar as características específicas de cada grupo de animais;
• Saber identificar: vertebrados e invertebrados, domésticos e selvagens, úteis e nocivos, aquáticos , terrestres e aéreos, reprodução e habitat dos animais.

Parte inferior do formulário
http://static1.orkut.com/img/b.gif
Procedimentos: 
• Pesquisar a história de cada animal do interesse do grupo;

• Coletar dados por meio de pesquisas e observações;

• Usar diferentes fontes de informação e relacioná-las;

• Selecionar alguns tipos de animais para pesquisa;

• Classificar animais;

• Desenvolver atividades lúdicas;

• Desenvolver atividades matemáticas;

• Montar jogos, tabelas e gráficos;

• Elaborar cartazes, álbuns, painéis, bonecos;
• Estabelecer ordem crescente e decrescente;
• Comparar pesos e medidas;
• Formular questões pertinentes que apontem para a caracterização de determinado animal;
• Selecionar informações relativas a aspecto de pesquisa;
• Registrar o assunto organizadamente de diferentes maneiras;
• Assistir a uma peça teatral;
• Associar escrita de nomes , letras e textos;
• Contar histórias para o grupo mostrando gravuras de determinados animais;
• Se possível visitar um zoológico ou fazendinha de bichos.

Atitudes: 
• Preocupar-se com a preservação da natureza;
• Interessar-se pelo estudo buscando novas informações relacionadas ao tema;
• Socializar as informações que os alunos possuem sobre o tema;
• Classificar diferentes animais pelas suas características(Diferenças e semelhanças);
• Construir um espírito de cidadão preocupado com o risco de extinção de algumas espécies de animais;
• Organizar- se de forma coerente os pensamentos em relação ao habitat de cada animal;
• Reconhecer o alimento necessário ou preferido de vários animais;
• Identificar como vivem os animais.
Conteúdos relacionados ao projeto: 
Português (linguagem oral e escrita)
• Reescrita coletiva(textos, filmes, histórias)
• Escrita espontânea

http://static1.orkut.com/img/b.gif
Jardim II
• O nome

• Conversas, diálogos, expressão de sentimentos, imitações, rimas

• Observação e manuseio de livros 

• Histórias

• Situações do cotidiano que envolvam leitura e escrita;

• As letras, o alfabeto

Pré

• Formação de palavras , frase e pequenos textos

• Números de letras e sílabas
• Ordem alfabética
• Interpretação de textos
• Letras maiúsculas e minúsculas
• Substantivo próprio e comum
• Reescrita de textos e músicas
• Rimas
• Leitura

Matemática
Jardim II
• Cores
• Formas geométricas simples
• Quantidade
• Tamanho
• Altura e comprimento
• Espessura e largura
• Peso
• Temperatura
• Orientação espaço- tempo
• Distância
• Conjunto
• Numerais associados a quantidade
Pré
• Quantidade 
• Numerais( leitura e escrita)
• Interpretação de gráficos ou tabelas
• Adição 
• Subtração
• Formas geométricas
• Situações problemas
• Ordem crescente, decrescente
• Sucessor e antecessor
• Maior e menor
• Conjunto
Matemática
Jardim II
• Cores
• Formas geométricas simples
• Quantidade
• Tamanho
• Altura e comprimento
• Espessura e largura
• Peso
• Temperatura
• Orientação espaço- tempo
• Distância
• Conjunto
• Numerais associados a quantidade
Pré
• Quantidade 
• Numerais( leitura e escrita)
• Interpretação de gráficos ou tabelas
• Adição 
• Subtração
• Formas geométricas
• Situações problemas
• Ordem crescente, decrescente
• Sucessor e antecessor
• Maior e menor
• Conjunto

Ciências Naturais e os temas transversais(natureza e sociedade, meio ambiente, ética e cidadania

http://static1.orkut.com/img/b.gif
Jardim II e Pré
• Moradia(habitat)

• Órgãos do sentido

• Alimentação

• Conservação

• A proteção da fauna

• Animais em extinção

• Partes do corpo

• O dia e a noite

• Diferenças entre os animais selvagens e domésticos
• A família e os bichos de estimação
• Locomoção dos animais
• Classificação dos animais: Reptéis, Anfíbios, mamíferos, aves , peixes e insetos.
• Espécies extintas
• Origem dos animais
• Metamorfose
• Grupos sociais
Atividades: 
• Dinâmicas de grupo;
• Pesquisas; 
• Leituras informativas;
• Jogos diversos; 
• Quebra - cabeça;
• Calendários;
• Atividades matemáticas;
• Seqüência de figuras;
• Desenhos dirigidos e espontâneos;
• Recorte e colagem;
• Observação e relatórios;
• Cruzadinha;
• Caça- palavras;
• Produção de texto;
• Dobraduras(origami);
• Máscaras, fantoches e dedoches;
• Móbiles;
• Músicas;
• Poesias;
• Liga pontos;
• Pinturas;
• Listagens;
• Dramatizações;
• Leituras diversas;
• Passeios relacionados ao tema;
• Escrita espontânea;
• Mímicas;
• Fábulas, contos, histórias;
• Ditado diagnóstico;
• Painéis, tabelas e gráficos;
• Uso do tangran
• Adivinhações.
Material didático/ recursos: 
• Livros didáticos e para didáticos;
• CDs/ som
• Televisão/filmes
• Sucatas
• Papéis diversos
• Internet/computador/softwares
• Folhas xerocadas
• Tintas e pincéis
• Lápis coloridos e giz de cera
• Hidrocor
• Máquina fotográfica
• Painéis
• Vídeo
• Revista/ jornais
• Livros de literatura infantil
• Cola
• Tesoura
• Lixas d`água
• Espelho
• Filmadora
• Fichas, figuras
• Tecidos
• Isopor
• Manta acrílica
Eventos relacionados ao projeto: 
• Passeios:
¨ Jardim Zoológico
¨ Teatro: Peça da Dona Baratinha
¨ Fazendinha de bichos

• Exposições:
¨ Bonecos
¨ Maquetes
¨ Álbum
¨ Livros confeccionados na escola

• Apresentações de :
¨ Peças Teatrais
¨ Dedoches
¨ Fantoches
¨ Contando histórias
¨ Músicas
¨ Fotos
Instrumentos de Avaliação: 
Os projetos transformam a avaliação em um processo contínuo à realidade cotidiana da sala

http://static1.orkut.com/img/b.gif
Considera- se alguns instrumentos de avaliação:

• Observação do comportamento do educando: hábitos de trabalhos, relacionamento com os amigos e professores, cumprimento das tarefas escolares, atitudes positivas ou negativas com relação aos trabalhos escolares, capacidade de cooperação, aproveitamento de tempo;

• Trabalhos escritos ou de outra natureza qualquer produzidos espontaneamente;

• Produtos de estudo ou de tarefas com relação as diversas situações escolares;

• Dados registrados com referência diretas com o aluno ou em grupo.







Projeto Socialização










TROQUE AS PEÇAS









Jogo de quebra-cabeça incentiva a interação entre as crianças e aumenta a sociabilidade











Material Necessário:




papel sulfite A4 com desenhos para colorir


tesoura


lápis preto


régua


lápis de cor ou giz de cera


folhas de papel almaço











Desnvolvimento do Jogo:











1. Preparação dos desenhos




Os desenhos são distribuídos, um para cada criança. Devem ter o mesmo tipo de papel, formato e tamanho. Procure separar por temas, como animais, frutas, esportes ou profissões, e prepare diferentes desenhos sobre o assunto. Por exemplo, se o tema for meios de transporte, desenhe automóvel, caminhão, trem, navio e avião. Se for frutas, vá de laranja, maçã, abacaxi, melancia e banana. A ilustração deve ocupar uma grande área do papel.











2. Divisão em grupos




Divida a classe em grupos iguais e distribua os desenhos, oferecendo um tema para cada grupo. Assim, se você tiver 20 alunos, serão quatro os grupos e cinco as crianças em cada um. Peça para seus alunos colorirem as figuras.











3. Formando o quebra-cabeça




Terminada a pintura, reúna os desenhos de cada grupo em pilhas separadas. Sobreponha os cinco do mesmo tema, já coloridos, e recorte a pilha de papéis de uma vez para que tenham cortes idênticos. Use tesoura e régua para dividir a pilha de folhas em seis pedaços, por exemplo.











4. A hora das trocas




A seguir, misture as peças recortadas de cada grupo e coloque seis delas dentro de uma folha dupla de papel almaço, entregando a cada criança um conjunto. O aluno tentará, então, montar um desenho inteiro sobre a folha de almaço, protegendo-o da visão dos colegas. Ele logo vai perceber que tem figuras misturadas. Assim, a criança que tiver duas peças de um mesmo objeto deverá conservá-las em seu poder e oferecer a outro jogador uma peça que não lhe sirva, para trocá-la por uma do desenho que pretende completar.





Se o colega tiver a peça desejada, a troca é feita e a criança que acertou continua pedindo peças às outras.


Se errar, passa a vez para o colega que não tinha a peça pedida, e assim sucessivamente, até que as imagens se completem. Será vencedor o grupo que conseguir montar primeiro seus cinco quebra-cabeças. No toma-lá-dá-cá, os alunos desenvolvem artimanhas de negociação, aprendem o valor das trocas e do trabalho em conjunto.









Idade recomendada: A partir de 4 anos.







Objetivo:



Além do processo cognitivo, a troca de peças entre as crianças na montagem do quebra-cabeça envolve-as em atividade cooperativa. Nesse jogo, elas descobrem que “abrir mão” de algumas coisas é o único modo de continuar a brincadeira.



Dicas:



Ao distribuir as peças recortadas, troque as pilhas de desenhos dos grupos. Assim, cada aluno receberá um desenho que não foi colorido por seu grupo. 

No caso de duas crianças desejarem completar o mesmo desenho, você deve aguardar que o impasse seja resolvido entre elas. Só interfira caso os dois pequenos permanecerem irredutíveis. 

O jogo também pode ser feito sem ocultação, com todos interferindo na troca das peças. 
Projeto amizade na Ed. Infantil


alunos atendidos: Educação Infantil

1. OBJETIVOS

• Desenvolver competências sociais em crianças de quatro a seis anos

• Mostrar como serem amigas

• Exercitar a identificação, sensibilidade e fala pública sobre diferentes sentimentos

• Destacar como lidarem com as quatro emoções básicas: medo, alegria, tristeza e ira

• Ajudar a expressarem sentimentos que lhes desagradam




2. PÚBLICO-ALVO

• 15 a 20 crianças de quatro a seis anos

3. RECURSOS MATERIAIS E HUMANOS

• Recursos materiais: cartolinas, canetas hidro-cor, revistas velhas

• Outros recursos materiais, caso se faça opção por um treinamento e expressão das múltiplas

inteligências
• Recursos Humanos: um a dois Mediadores previamente treinados

4. QUESTÕES RELEVANTES

• O que é a amizade?

• Amizade é o mesmo que amor?

• O que é um amigo de verdade?

• Qual a importância de um amigo?

• O que é o medo?

• Que coisas nos fazem felizes?

• Por quê ficamos tristes?

• O que nos deixa com raiva?

• Como não falar a um amigo?

• Como falar a um amigo?

E inúmeras outras do mesmo tipo, levantadas pelas próprias crianças





PROJETO: ALIMENTOS

Brincando com os alimentos






Descrição: O presente projeto tem como objetivo abordar e discutir assuntos relacionados à alimentação saudáveis a partir dos 2 anos de idade, ampliando os conhecimento dos educandos sobre o tema.



Duração: 3 meses



Destinado aos alunos de Educação Infantil.



Justificativa: A fome será, provavelmente, o maior problema político e moral que as ciranças deverão enfrentar como lideres de seus pais no futuro.No Brasil, a fome é uma questão para ser discutida na escola. E a discussão começa pela situação de vida dos alunos e seus direitos e deveres como cidadãos.
As crianças precisão conhecer a realidade da fome no Brasil e no mundo. Esse papel cabe aos educadores, que devem preparar seus alunos para a construção de uma sociedade mais igualitária, em que as pessoas tenham não apenas o direito, mas as condições necessárias para usufruir de uma alimentação equilibrada qualitativa e quantitativamente.

Objetivos:

• Incentivar aos bons hábitos alimentares;
• Identificar as preferências alimentar dos alunos;
• Conscientizar os alunos sobre a importância e os motivos pelos quais nos alimentamos;
• Reconhecer os alimentos que faz bem à nossa saúde;
• Identificar cores, textura e os diferentes sabores dos alimentos.

Procedimentos:


1ª aula: Assunto - Frutas

Salada de frutas para degustação

Pintura à dedo

Contagem de frutas, cores, tamanho



2ª aula: Assunto - Verduras

Confecção de carimbos com batata

Explorar com s verduras cores e texturas


3ª aula: Assunto - Legumes
Fazer com os alunos uma sopa utilizando cenoura, chuchu, beterraba, batata
Colagem com papel camurça.

4ª aula: Assunto: Rótulos
Trabalhar com os alunos rótulos de embalagens de alimentos
Utilizar as embalagens trazidas pelos alunos e montar um mural com informações de cada alimento.

5ª aula: Assunto: Hortaliças/ Higiene com os alimentos
Montar uma horta na escola
Junto com os alunos lavar os alimento e mostrar os cuidados que devemos ter com os alimento Lavar antes de comê-los, comer alimentos naturais e saudáveis.
Fazer a degustação de tomate, alface, cenoura
Atividades de desenho.

6ª aula: Assuntos - Vitaminas
Explorar com os alunos as frutas que serão utilizadas na vitamina - banana e maçã.
Trabalhar a importância do leite no desenvolvimento da criança.

7ª aula: Alimentos não - saudáveis
Mostrar que alguns alimentos devem ser consumidos com moderação
Confeccionar um mural com esses alimentos e registrar os comentários no blocão
Exemplos de alimentos que devem ser consumidos com moderação: pirulito, chiclete, balas, doces, refrigerantes, entre outros.

8ª aula: Assunto - Derivados do Leite
Trazer para sala queijos, leite e iogurte e explorar a importância desses alimentos

Utilizar embalagens de leite e confeccionar brinquedos com os alunos.



9ª aula: Assuntos - Cereais e Massas

Explicar que alguns alimentos são importantes em nossa dieta, mas que devem ser consumidos uma vez ao dia.



10ª aula: Assunto - Higiene Pessoal

Explicar para os alunos que a higiene pessoal é necessária para se ter uma boa saúde

Trabalhar com os alunos os cuidados que devemos Ter: beber água filtrada, cortar as unhas, lavar sempre as mãos antes das refeições, escovar os dentes após as refeições, praticar esporte.


11ª aula: Assunto - Alimentação Saudável
Apresentação de teatro de fantoches
Mostrar tudo que foi trabalhado pelas professoras durante as aulas.

12ª aula: Assunto - Lanche Gostoso
Os alunos trarão um lanche nutritivo e saboroso para fazer um grande piquenique coletivo

Experiências Interessantes:

Dando continuidade ao projeto "Brincando com os alimentos" foram realizadas várias atividades: Apresentação teatral, "Sopa de Pedra", enfocando a importância dos alimentos para manter uma vida saudável, na qual os alunos participaram com entusiasmo.
Degustação das frutas, explorando cor, tamanho, espessura e o sentido (paladar). Cada turma desenvolveu as atividades de acordo com nível escolar.
Apresentamos aos alunos diferentes tipos de legumes e verduras. Os quais puderam observar na palestra quais suas funções, vitaminas e nutrientes. Depois, para complementar a atividade, os alunos tiveram a oportunidade de degustar uma gostosa sopa de legumes e verduras.








PROJETO: ALICE NO PAÍS DAS MARAVILHAS

A HISTÓRIA

Era uma vez uma menina chamada Alice.
Numa tarde de verão, ela estava sob a sombra de uma árvore ao lado de sua irmã mais velha que lia um livro sem nenhuma figura...Achando aquilo muito chato, Alice foi ficando cada vez mais sonolenta....Quando de repente, apareceu um coelho apressado com enorme relógio exclamando!!!
- Oh, Pelos meus pêlos e bigodes! - gritou o coelho olhando para seu relógio de bolso. - Eu estou atrasado! Eu estou atrasado! Eu estou atrasado!
Perseguiu o coelho, mas este era muito rápido
e meteu-se num buraco muito fundo. De repente ficou tudo muito escuro e a menina sentiu que estava caindo...caindo...caindo...num poço que parecia não ter fim... Enquanto caia pelo buraco, teve tempo de observar uma porção de coisas esquisitas nas paredes: Lâmpadas e espelhos de cabeça para baixo e... Aí de repente  PLAFT!!! tinha caído sentada,num monte de folhas secas.
Olhando ao redor ela viu uma pequena porta...quis passar mais não conseguiu, a porta era minúscula, havia por ali uma lata em que estava escrito COMA-ME. Abriu a lata mais que depressa e vendo que eram biscoitos começou a comer. Para surpresa de Alice, quanto mais ela comia, menor ficava em tamanho. Foi ficando pequenininha... pequenininha...e assim conseguiu passar pela portinha.
Chegou então ao País das Maravilhas. Saiu  em um jardim, aonde havia flores falando e cantando. Isso a deixou super admirada, perguntou então as flores:
 -Como posso crescer novamente??
Siga em frente responderam em coro.
Alice obedeceu,andou...andou...e encontrou, em cima de um cogumelo, um bichinho azul que lhe perguntou:
-Que deseja menina?
-Eu quero ser grande como eu era.Percebendo a tristeza de Alice, o bichinho azul disse:
-Coma do cogumelo,mas coma só do lado direito, senão você diminui.
Minutos depois de comer, Alice voltou ao seu tamanho normal, muito feliz ela levou consigo dois pedacinhos do cogumelo.
Alice avistou novamente o coelho numa casa, e se aproximou. Entrando na casa, viu uma caixa e um biscoito com o rótulo "Me coma : e então ela o comeu. -Oh não! De novo!... - gritou Alice enquanto sua cabeça batia no teto. Alice tinha crescido tanto que seus braços e pernas saíam pelas portas e janelas. Ela estava presa dentro da casa. E o coelho, em vez de ajudá-la, preferiu sair dali correndo. Então Alice mordeu uma cenoura... e ficou pequena de novo!
Então ela ouviu alguém cantando, e viu um par de olhos e uns dentes brilhando acima de sua cabeça. Devagarinho, o resto do corpo apareceu como que num passe de mágica. - Ora você é um gato!!
Gato Risonho! respondeu o gato antes que desaparecesse outra vez.Tudo que ficou dele foi seu sorriso malicioso.
-Mas pra onde deseja ir perguntou o gato?  Se você está procurando pelo Coelho Branco, você deve perguntar pelo Chapeleiro Louco. 

- Pode me indicar o caminho que devo seguir?
-Não sei... Hum!!!, a direita mora o chapéu, a esquerda mora a lebre maluca... Ah!! tanto faz menina, os dois são malucos disse o gato. Mas então tenho eu que viver entre doidos? Hum!!! Dê 30 passos pra frente, 30 passos pra direita e mais 30 passos pra esquerda. Ali tem uma árvore que orienta.
Sem entender nada, mas levada pela intuição, Alice chegou na casa da lebre maluca. O Chapeleiro Louco e sua amiga a Lebre Maluca estavam no meio de uma festa de desaniversário, quando Alice chegou. A mesa estava cheia de lugares vazios, mas quando Alice tentou se sentar, a Lebre Maluca gritou: Não tem lugar!! e depois lhe disse que era muito feio entrar numa festa sem ser convidada. Alice se desculpou. Sentou-se à mesa com os dois. Mais vinho Chapéu, perguntou a lebre. Oh!Oh! Sim querida, um pouco mais de leite sem manteiga com casca de pão, respondeu ele.
Aturdida, sem entender nada, Alice saiu dali em disparada. Esta é a festa mais estúpida que já vi em toda minha vida! Alice falou indo embora!
Depois de muito caminhar, encontrou finalmente o coelho. -
Alto, menina.
A Rainha está chegando!!
Vá embora!
Mais a frente, ela viu o soldado da rainha de copas, pintando de vermelho as flores brancas que ali existiam.
- Mas porque estão pintando de vermelho as flores brancas?
- Plantamos as flores brancas por engano.Como a rainha só gosta de flores vermelhas  se não pintarmos as flores brancas  de vermelho ela manda cortar nossas cabeças,responderam eles.
E de repente chegou a Rainha.
Sua Majestade Real, a rainha de Copas! -anunciou o Coelho Branco.
E depois em voz mais baixa, ele completou: - E o Rei.
A Rainha veio olhar seu jardim e só levou um segundo para perceber
que havia alguma coisa estranha com suas rosas. Ela encostou o dedo
em uma delas e gritou:
- Quem foi que pintou minhas rosas de vermelho?
Alguém vai perder a cabeça!
Foi então que a Rainha prestou atenção em Alice.
A Rainha quis jogar croqué com Alice.
Mas era o mais estranho jogo de croqué que Alice já havia jogado.
Alice estava perdendo feio até que apareceu o Gato Risonho de novo. Ele pensou que seria divertido fazer a Rainha cair de pernas para o ar.
A Rainha não viu quem fez aquilo ,mas gritou furiosa:
- A cabeça de alguém vai rolar por isso!
Depois olhando para Alice disse:
- A Sua!!
Mas Alice conseguiu fugir!!
E enquanto corria ouvia os gritos da Rainha: Cortem a cabeça dela!!!
E correu mais do que pode!!
Até que ouviu alguém chamando:
Alice, acorde!!!

Alice, quer fazer o favor de prestar atenção e repetir sua lição?
Era sua irmã mais velha...
E Alice despertou do seu sonho no País das Maravilhas!!!
Alice pegou Diná e acompanhou sua irmã, sentindo-se muito feliz ao estar de volta ao lugar que ela conhecia, junto de sua gata e sabendo com certeza qual era o caminho para sua casa.

Planejamento

O projeto está dividido em etapas. As atividades propostas em
cada etapa são sugestões, que poderão ser ampliadas segundo as
especificidades de cada comunidade escolar, para atingir os
objetivos do projeto.
         Procedimentos para professores
         Duração: duas semanas

Primeira etapa
Narração do início da História
O educador iniciará atividade contando para as crianças a história, se possível, faça uma “leitura dramatizada”).
Discuta a história com a classe.

- Há palavras desconhecidas?
- Há passagens que não ficaram claras?

Segunda etapa
- Explore a narrativa com os alunos até que não restem dúvidas.
- Motive-os a pesquisar seu significado.
- Anote todos os termos e seus significados l, para que eles organizem um dicionário.
- Liste com as crianças  os nomes dos personagens.

Terceira etapa
- Organize as crianças em grupos e peça que cada um represente a
história de uma forma diferente: pode ser por meio de desenho,
montagem das personagens em massinha, dramatização, colagem,
pintura, etc. Promova uma exposição dos trabalhos dos alunos.
- Se possível, tire fotos das crianças trabalhando para montar um lindo painel e exponha os trabalhos das mesmas.

Quarta etapa
- Organize a classe para representar a história. Prepare o cenário e dramatize com eles.



PROJETO ALFABETO:

OBJETIVOS:

Estimular e desenvolver a imaginação, desinibição, linguagem, ampliar o vocabulário, representação do pensamento, desenvolvendo a originalidade, flexibilidade e fluência.

DESENVOLVIMENTO:

- recorte e colagem
- pesquisas em revistas
- formação de palavras
- palavras chaves
- relacionar palavras


Vida e obra de Cândido Portinari



Descrição:O Projeto visa ao conhecimento da vida e obra de Portinari, através do estudo de alguns trabalhos e de atividades de artes relacionadas a eles.



Objetivos:

1. Conhecer o artista e o contexto histórico de suas obras.

2. Despertar a curiosidade e o gosto pela arte.

3. Ampliar os conhecimentos gerais dos alunos.

4. Promover atividades artísticas baseadas nas obras estudadas



Sugestões de Atividades:

1. Apresentar aos alunos algumas telas do artista, perguntando se eles já viram alguma daquelas obras, se sabem quem pintou, quando foram feitas, que assuntos retratam etc.

2. Organizar os alunos em grupo para pesquisarem sobre o artista, via Internet ou utilizando material impresso, levantando dados biográficos.

3. Confeccionar cartazes com o material pesquisado para a sala ou mural da escola.

4. Propor aos alunos a seleção de algumas obras, classificando-as por temas: brincadeiras infantis, paisagens do interior, retratos, cenas de retirantes, trabalhadores rurais etc.

5. Organizar os alunos em grupos de modo que cada um se encarregue de estudar detalhadamente as obras classificadas pelos temas: perceber detalhes repetidos, cores mais usadas, elementos presentes em situações atuais ou que não se observam hoje em dia, ambientações específicas, tipos de traços etc.

6. Propor aos alunos a preparação de materiais lúdicos baseados nas obras estudadas: quebra-cabeças, jogo dos sete erros, olho vivo, palavras cruzadas, caça-palavras etc.

7. Enviar o material produzido para as escolas parceiras, registrar e trocar as impressões sobre os trabalhos apresentados.

8. Trabalhar as diferentes técnicas artísticas - desenho, pintura, colagem, escultura, maquete - fazendo releituras das obras estudadas ou trabalhos semelhantes aos do artista.

9. Organizar uma exposição virtual dos trabalhos de desenho, pintura e colagem, com a participação das escolas parceiras.

10. Organizar uma exposição de todos os trabalhos na própria escola, cuidando que cada um tenha o registro do processo.

11. Promover apresentações sobre o artista e sua obra para outras turmas da escola, aproveitando o material lúdico produzido.



Dicas para os professores:



1. Aproveite o teor social da maioria das obras de Portinari para fazer um painel histórico-geográfico, enfocando questões como a seca, condições de trabalho no campo, diferenças dos ambientes do campo e da cidade, brincadeiras antigas e modernas.

2. É de suma importância que os alunos registrem suas pesquisas e impressões sobre o trabalho, sob a forma de redações, textos coletivos, murais, pequenos textos explicativos. Incentive-os a procurar nos jornais e revistas as indicações de exposições e mostras de arte e até mesmo produzir um pequeno guia com sugestões de programas culturais.

3. É possível explorar de forma bastante rica as aulas de Educação Artística: experimente apresentar uma obra e pedir que os alunos reproduzam-na com outro material - lápis cera, aquarela, colagem etc. Outra atividade interessante é apresentar partes diferentes de uma mesma obra, coladas sobre folha branca e sugerir que os alunos as continuem.

4. Também é possível reproduzir uma obra de maneira tridimensional, através de maquetes ou esculturas.



Atividades Extras:



1. Assistir a vídeos sobre o artista.

2. Visitar museus ou mostras que apresentem obras do artista



PROJETO BRINCADEIRA  DE CRIANÇA

OBJETIVOS:

- Valorizar a criança
- homenagear a criança
- valorizar os direitos das crianças
- desenvolver a criatividade, linguagem oral, atenção e raciocínio
- resgatar a mágica das brincadeiras


DESENVOLVIMENTO:

Poemas
Músicas
Dramatização
Atividades de português, matemática
Historia coletiva
Jogos
Brincadeiras
Lembranças

OBS: Realizar o dia do Brinquedo.































































Projeto Páscoa




































































































































A VIDA NA ÁGUA
A ÁGUA



A vida na água 

OBJETIVOS: conhecer diferentes tipos de seres que vivem na água. 
Conscientizar- se do papel do homem na preservação dos rios, lagos e mares 

COMO SURGIU O TEMA?  
Os alunos do 2 ano estão o projeto: "A ÁGUA E SUA IMPORTÂNCIA PARA A NOSSA
VIDA". Neste percurso, estão descobrindo  que: NA ÁGUA EXISTE MUITA VIDA ! 
E QUISERAM DESCOBRIR MAIS: 
• Que tipos de peixes e plantas existem na água? 
• Como os peixes nascem? 
• Como os peixes respiram? 
• Tudo o que vive na água sabe nadar? 
• O que os animais que vivem na água comem? 
COMO CAMINHAMOS ? 
• Pesquisas em livros, revistas, vídeos, cds, sobre os diversos tipos de plantas e 
animais que vivem na água. 
. Escolha do tipo de peixe para colocar no aquário a ser 
montado em sala de aula. 
CONTEÚDOS UTILIZADOS NO DESENVOLVIMENTO DO PROJETO 
LIBERANDO A EXPRESSÃO 
possibilidade de expressar o conhecimento construído através de: 
• fala, mímica, dramatização; 
• modelagem, pintura, dobraduras; 
• desenho, escrita; 
• elaboração de relatórios; 
• criação de poesias e cantigas. 
MATEMATICANDO A VIDA 
Para resolver os nossos problemas e compreender as nossas descobertas, 
tivemos que buscar ajuda na matemática: 
• contagem numérica 
• as quatro operações 
• medidas de comprimento 
• medidas de capacidade 
• noções de espaço 
DESCOBRINDO A NATUREZA 
Conhecemos diversos tipos de plantas e animais que vivem na água e 
aprendemos muita coisa sobre eles: 

• características 
• habitat 
• utilidade 
• reprodução 
• alimentação 
• locomoção 
ENTENDENDO O HOJE NO TEMPO E NO ESPAÇO 
compreendemos as diferença da vida na água: 
• nos dias de hoje e antigamente 
• nos lagos, rios e oceanos 
aprendemos que as pessoas são reponsáveis pela preservação da vida na água 
SITUAÇÕES SIGNIFICATIVAS DURANTE O DESENVOLVIMENTO DO 
PROJETO CONSTRUÇÃO DO PAINEL "A VIDA NA ÁGUA" (em construção).
A constatação de que a nossa estrela do mar tem seis pontas, considerando 
que todas as demais observadas no mar possuíam apenas cinco pontas.  
 A observação constante que as crianças fazem da vida existente em nossos 
aquários e a relação que estabelecem com as observações que fazem fora da 
escola: nas lagoas em suas casas, no rio que passa pelo bairro e nos passeios à 
praia com seu familiares. 
Elaboração de um livro de poesias para os nossos amigos que vivem na água. 
 Criação de histórias sobre o nosso relacionamento com os animais que vivem 
na água. 
































PRESERVE O MEIO AMBIENTE

























PROJETO APRENDENDO ATRAVÉS DA COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO MUSICAL

2º ANO - MANHÃ PROFESSORA: ANDREA
 Sejamos como o Sol que não usa nenhuma recompensa, não espera lucros nem elogios, nenhuma fama, simplesmente BRILHA .
A arte, a música, e o movimento têm lugares importantes no currículo da primeira infância, pois permitem que as crianças se expressem criativamente de muitas formas e que confiram sentido ao mundo de maneira diversa daquela da linguagem. Para que as crianças funcionem criativamente nessas áreas, elas devem desenvolver o autocontrole e a compreensão do que cada meio pode proporcionar. Portanto, os professores devem ter um papel ativo em ajudá-las a desenvolverem suas habilidades e obterem maiores conhecimentos em cada uma destas áreas. A disciplina combinada com a liberdade proporciona a base para a aprendizagem nas artes expressivas.
      JUSTIFICATIVA: Este projeto surgiu devido ao gosto que as crianças tem pela música.Cada vez que trazia a letra de alguma música e cantava, eles adoravam. Daí foram surgindo idéias e  propus então a realização de um projeto e as crianças ficaram empolgadas.  
OBJETIVO:  Oportunizar  que as crianças lidem criticamente com a música, aprendam a reproduzi-la e a expressarem-se através dela.  
DURAÇÃO: A duração será de acordo com o andamento do projeto, pode ser de curto ou longo prazo, dependerá da necessidade da turma.         
Sugestões de músicas: 
Músicas do cd Planetinha água  ( trabalha meio ambiente também)
cd Palavra Cantada ( músicas com gestos)
cd Patati Patatá ( envolve músicas com gestos e pode-se trabalhar o circo também)
cd da Xuxa
música Aquarela ( Toquinho)
músicas atuais ( selecionar )
                                                                                                                                                                         




PROJETO “ LENDO E DESCOBRINDO O MUNDO”
2º ANO – MANHàPROFESSORA: ANDREA
"Sem a curiosidade que me move, que me inquieta, que me insere na busca, não aprendo nem ensino".
Paulo Freire
As crianças precisam de alguém que lhes despertem um interesse maior em aprender os mais variados assuntos. Cada aluno é um ser único que está em constante evolução, necessitando sim de alguém que os conduza ao completo desenvolvimento moral e intelectual.

JUSTIFICATIVA: Este projeto surgiu devido a curiosidade das crianças não só pela leitura, mas pelas novas informações que despertam curiosidade e interesse em descobrir e aprender.
Pesquisas afirmam que a ausência do hábito da leitura, gera falta de concentração, falta de interpretação e desinteresse proporcionando uma auto estima baixa no aluno.
OBJETIVO: Estimular o hábito da leitura em diferentes âmbitos, trazendo a possibilidade de alfabetizar através de assuntos que sejam do interesse do aluno, de sua vivencia e de acordo com sua faixa etária.
DURAÇÃO: Por ser um projeto de alfabetização que envolve todas disciplinas, inclusive pesquisa na internet, sua duração pode ser anual ou de acordo com a necessidade da turma.





















































 Projeto Alimentação saudável